Sprints

Sprints de Design Thinking aplicado a Serviço são projetos de inovação através do design, ou seja, centrados nas necessidades do usuário.

Esses projetos incorporam princípios dos Métodos Ágeis e da Startup Enxuta.

A base do trabalho são os pilares do Design Thinking (Empatia, Colaboração e Experimentação) sempre centrado no ser humano.

Empatia

Muito se fala sobre se colocar no lugar do outro em nossas relações pessoais. Dentro de um Sprint utilizando o Design Thinking a empatia é um princípio básico. Isso porque as necessidades do usuário, o ser humano a quem buscamos atender, são o foco de todo o trabalho. Por isso executamos atividades e aplicamos ferramentas com objetivo de “sentir na pele” o que o usuário sente e só assim criarmos soluções que atenderão necessidades reais.

Colaboração

Conhece alguém que se auto intitula mega-criativo-inovador-iluminado e não contribui pro time? Então, nos Sprints utilizando o Design Thinking não há espaço, nem tempo, pra isso. O que existe são equipes no formato multidisciplinar, ou seja, pessoas representando diversas áreas, com formações e experiências distintas e trabalhando de maneira colaborativa. Lembra lá da Empatia que o foco do trabalho são as necessidades do usuário? Então, aqui essas necessidades tomam a forma de um desafio e todo mundo constrói a solução.

Experimentação

O objetivo aqui é acertar! Mas para isso nos preparamos para errar cedo e melhorar rápido. Experimentar é isso: transformar as ideias em protótipos para que elas possam ser testadas, validadas e melhoradas com os feedback de usuários reais. Com isso criamos um ciclo de melhoria até que o produto ou serviço atinja o ponto mínimo viável para ser desenvolvido e disponibilizado para uso.